Detalhes

Adicionado por em 2014-02-09

No 11o episódio do programa Triângulo das Geraes (Quarta Temporada), uma matéria sobre a Igreja Queimada, que fica no distrito Antônio Pereira, cidade de Mariana. Construída em meados do século 18, a antiga matriz de Nossa Senhora da Conceição foi destruída por um incêndio por volta de 1830 e nunca mais foi reerguida. Suas ruínas acabaram por se tornar um ponto turístico.

A história é contada por Maria de Carvalho, mais conhecida como Dona Dunga, moradora da região. Ela resgata antigos causos contados pelos moradores. O arquiteto Rodrigo Menicome fala sobre o traçado e o estilo da construção, em torno da qual o povoado se formou. Marisa Inácio, que também vive na região, lembra como o lugar acabou também se tornando um pequeno cemitério.

No segundo bloco do programa, uma visita à Mina da Passagem, acompanhada por dois guias turísticos, que resgatam a história daquela que foi uma das primeiras minas a adotar mecanização e processos industriais para a extração do ouro. Explorada pelos ingleses, foi vendida quando o minério se esgotou e hoje é uma atração turística.

O guia turístico Antônio de Paula e o ex-mineiro Antônio Jacinto lembram as lendas e causos que eram contados aos trabalhadores, falam sobre as diferentes formas de desviar ouro e as expressões que surgiram por cauda da atividade de mineração, como “enquanto descansa carrega pedras”, “lavar a égua”, “conto do vigário” e “santo do pau oco”.

O Triângulo das Geraes é incentivado pela Lei de Incentivo à Cultura de Minas Gerais e patrocinado pelo Grupo Algar.

Deixe um Comentário

1 Comment